Hotel em Ceilândia onde ocorreu o acidente não tem licença para funcionar

Publicada em: 11/12/2012

Segundo a Administração Regional de Ceilândia, o Hotel Savana - local onde ocorreu o acidente que resultou na morte do funcionário Paulo Henrique da Silva - funcionava sem alvará. 

A administração da cidade ainda investiga os motivos que levaram a não emissão da licença de funcionamento. Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) será acionada e o hotel pode ser fechado a qualquer momento.

Fiscais do Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia DF (Crea-DF) devem visitar o local do acidente nesta terça-feira (11/12), para verificar se existe algum técnico responsável pela manutenção dos elevadores. 

“Independentemente de ter havido uma briga ou acidente, vamos elaborar um relatório circunstancial” explica o diretor de fiscalização do Crea-DF João Lustosa. Se for comprovado que não há técnicos habilitados para manutenção da edificação, o hotel será notificado para que regularize a situação.

Investigações

As provas indicam que o homem teria caído no fosso do elevador. Além de Paulo, um rapaz ainda não identificado e a camareira Laiana Ferreira de Carvalho, 21 anos também teriam caído de uma altura aproximada de três andares.

Segundo informações do delegado titular Marcelo Portela, um rapaz estava no local com uma garota de programa e se desentendeu com Laiana, camareira do estabelecimento. Durante a discussão, ele teria agredido a funcionária. Ao perceber o tumulto, Paulo Henrique tentou socorrer a colega mas não conseguiu e o trio caiu acidentalmente.

Fonte: CREA-DF e Correio Braziliense

<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic