Entidade de representação empresarial de Ceilândia comemora 36 anos e apresenta plano de ação

Publicada em: 01/04/2013
Entidade de representação empresarial de Ceilândia comemora 36 anos e apresenta plano de ação Assim como em 2011/2012, a Associação Comercial de Ceilândia(ACIC) continuará entendendo que a valorização do empresariado de Ceilândia é fundamental para o desenvolvimento econômico, social e politico da cidade. Desta forma, manter-se atenta ao verdadeiro papel de articulação e fortalecimento do empreendedorismo local por meio de investimento em capacitação e inovação empresarial de forma a desenvolver novos negócios e atrair novos investimentos econômicos para Ceilândia.. Por outro lado, a história mostra que não existe empresariado valorizado sem que as respectivas entidades de classe sejam fortes. Por isso a atual agenda empresarial da ACIC tem priorizado o aprofundamento ainda maior da sua relação com o setor produtivo local e dos demais agentes de fomento econômico com forma de contribuir para que Ceilândia seja cada mais solidária, empreendedora, inclusiva e celeiros de novas oportunidades para os que aqui queiram investir. Todo se encontra reunido e poderá ser acompanhado pelo denominado PAI – Plano de Ação e Inovação a ser desenvolvido e implantado no biênio 2013/2014. O PAI é o aprofundamento dos atuais esforços da ACIC. A nova diretoria da Associação Comercial de Ceilândia - ACIC elegeu sete assuntos prioritários para o biênio 2013/2014. As propostas estão focadas nos temas prestação de serviço, formação e qualificação profissional e empresarial, inovação – qualificação, certificação e desenvolvimento de negócios, controle social das ações de governo e investimento em autoestima de Ceilândia e sua gente. “Em seus 36 anos, a ACIC mantém uma forte atuação em prol da a atração de grandes projetos para o crescimento econômico, social e politico de Ceilândia. Iremos manter esta tradição, priorizando o crescimento dos nossos empreendedores com foco no desenvolvimento econômico e social da sociedade”, afirma o presidente da ACIC, Clemilton Saraiva. A apresentação do plano de ação e iniciativas da entidade, acontecerá em evento de posse da nova diretoria e comemoração dos 36 anos da entidade dia 05 de abril de 2013 no SESC Ceilândia. História de luta A Associação Comercial de Ceilândia (ACIC) é uma sociedade civil sem fins lucrativos, entidade representativa de caráter assistencial, cultural e social, com patrimônio e personalidade próprios e distintos de seus sócios. É constituída por empresas do comércio, da indústria, de serviços e de atividades econômicas correlatas e de pessoas direta ou indiretamente ligadas a tais entidades ou às suas atividades econômicas e que tenham atividade na área de Ceilândia. Fundada em abril de 1977, por uma comissão composta de comerciantes locais que organizaram e criaram a Associação Comercial e Industrial de Ceilândia. Prestação de serviço Disponibilização de uma carteira diversificada de serviços, como: certificação digital(nota fiscal eletrônica), atenção diária as demandas do empreendedor individual, consultorias de negócios, assessorias empresariais, ACIC nas redes sociais e o portal ACIC são exemplos de canais de atenção ao empresariado local. Investimento em formação e qualificação profissional e empresarial Com a redeCEI, junção de entidade de ensino, o objetivo da ACIC será aproximar-se ainda mais das entidade privadas e públicas detentoras de conhecimento em formação profissional e empresarial de forma a solidificar a cultura das parcerias com vistas ao oferecimento de um conjunto de produtos e serviços focados na formação e qualificação da força de trabalho, formação de futuros e atuais empreendedores como meio para gerar emprego, renda e desenvolvimento econômicos e social da população e do setor produtivo. Investimento em certificação de negócios A ACIC irá implantar o cetificaCEI, projeto que visa certificar e dar visibilidade aos empreendimentos comerciais de Ceilândia que tem seu foco voltado para investimento em aprimoramento dos seus processos internos visando a melhoria do atendimento a cliente e em inovação como meio gerar novos negócios. Autossustentabilidade econômica Investir em campanhas promocionais com o objetivo de promover o comércio de Ceilândia. Realizar encontros de empreendedores por meio de almoços de negócios(almoCEI), jantares, coquetel, sorteios, prestação de serviços, feiras e exposições. O esforço será investir na ACIC visando o aprimoramento da sua gestão administrativa visando torná-la eficiente e com resultados financeiros provindos da promoção do associado, prestação de serviços, inovação e não mais em arrecadação das mensalidades. Descentralização da gestão da entidade Agregar a entidade uma especie de força mestra advinda da aproximação cada vez maior da entidade junto ao setor produtivo da cidade como por exemplo o ACIC bairros – representação da entidade em cada setor; ACIC presente – visita do presidente e da diretoria ao associado; ACIC mulher – criação de núcleo de mulheres empreendedoras; e o ACIC na escola – formação de novos empreendedores. Controle social das ações de governo Acompanhamento das ações de governo na cidade, assessoria a imprensa, produção de matéria, repercussão de assuntos e participação da entidade por meio dos meio de comunicação objetivando dar visibilidade aos problemas enfrentados pelo empresariado e pela população em geral e quando for o caso apontar soluções. Realizar pesquisas junto a população levantando os interesses da sociedade visando subsidiar elaboração de sugestões e projetos a serem encaminhados a todas as instâncias de governo. Investimento na autoestima de Ceilândia e de sua gente Investir em estudos que visem apontar solução para a revitalização comercial do centro de Ceilândia, o revisitando o centro de Ceilândia com foco em três principais ações: Desenhar um plano de ação para a revitalização da região, revigorar o espaço urbano e investir maciçamente na atração e qualificação de novos negócios. Ademais, estimular mobilizações semelhantes em outros espaços da cidade como a via Leste, espaço urbano ao longo da linha do metrô e via da fundação Bradesco. Na linha de aprofundar os investimento em autoestima da cidade e consequentemente com reflexo em sua gente, defender a permanência e realização de eventos culturais na cidade(por exemplo: carnaval, São João do Cerrado, etc). Adicionalmente, há que planejar um prêmio para que se destaque os valores empresariais, sociais e culturais da cidade. Por fim, buscar parceria com demais entidades da sociedade civil organizada, governo e Estado visando planejar a constituição de um grupo de trabalho com o objetivo de planejar e elaborar um seminário que discuta o projeto: Ceilândia 50 anos – passado, presente e futuro.
<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic