Ceilandense é medalhista olímpica na Rússia

Publicada em: 09/07/2013
KAZAN (Rússia – 9/7/13) – Ceilandense e medalhista olímpica, a judoca Ketleyn Quadros, 25 anos, ganhou hoje a medalha de ouro na categoria 57 kg da Universíade, em Kazan, na Rússia. "Apesar de ser um evento universitário, tem muito nome, além do alto nível, pois os adversários que encontramos são os mesmos das olimpíadas", revelou a atleta, que foi bronze em Pequim em 2008. A judoca ceilandense conquistou o primeiro lugar ao vencer, na final, a lutadora ucraniana Sushana Hevondian. Antes, ela derrotou atletas da Coreia do Sul, Suíça e Polônia. A Universíade é o segundo maior evento poliesportivo do mundo e reúne, a cada dois anos, mais de 13 mil atletas de 17 a 28 anos de mais de 166 países. O torneio, que tem 27 modalidades, vai até o próximo dia 17 de julho. De acordo com a Federação Internacional do Desporto Universitário (Fisu), 70% dos competidores da Universíade já participaram ou estão se preparam para participar das Olimpíadas. Esta é a segunda medalha de ouro do Brasil na competição. Outra judoca, Rochele Nunes, de Porto Alegre, também ficou com a primeira posição no esporte, só que na categoria 78kg. O Brasil ocupa a atual 11ª posição dos jogos em Kazan, com duas medalhas de ouro e uma de bronze. TORCIDA – A judoca ceilandense declarou estar na torcida pela escolha de Brasília como sede da competição universitária em 2019. "Estou torcendo muito. Brasília está precisando de eventos desse porte, pois abrem as portas para investimentos em atletas e treinadores", afirmou a estudante do 5º semestre de educação física, que já não mora em Brasília há sete anos. Ketleyn ainda destacou que a capital federal possui um bom celeiro de judocas e professores, mas faltam espaços adequados para os treinos. "Espero que minha cidade ganhe justamente para que sejam criados locais de treinamento. Vou fazer de tudo para ajudar", completou. CANDIDATURA- Brasília é candidata a sediar a Universíade de 2019 junto a Baku, capital do Azerbaijão, e Budapeste, capital da Hungria, e o resultado deve ser anunciado em novembro deste ano. A decisão de lançar Brasília como candidata foi tomada entre o governador do DF, Agnelo Queiroz, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral.
<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic