Apreensão CDs e DVDs piratas na Feira do P Sul

Publicada em: 23/08/2013
Apreensão CDs e DVDs piratas na Feira do P Sul O Comitê de Combate à Pirataria do Distrito Federal apreendeu cerca de 50 mil CDs e DVDs piratas na Feira Permanente do P Sul, em Ceilândia, e prendeu três pessoas. Segundo a Secretaria de Ordem Política e Social (Seops), foi a maior apreensão de mídias piratas realizadas neste ano. A ação foi na noite desta quinta-feira (22). A operação contou com 48 agentes – da Seops, da Polícia Militar e da Delegacia de Combate Contra os Crimes de Propriedade Imaterial (DCPim). Na feira, os agentes tiveram de abrir 12 bancas que estavam fechadas e que haviam sido identificadas como pontos de venda de produtos piratas. "Solicitamos junto à administração da feira os nomes dos permissionários para os identificados e essas pessoas também serão indiciadas", afirmou à Agência Brasília o delegado-chefe da DCPim, Luiz Henrique Sampaio. De acordo com a Seops, os três comerciantes presos durante a operação foram autuados por crime de violação de direito autoral. Dois deles foram liberados após depoimento e o pagamento de R$ 400 de fiança. O terceiro preso teve a fiança fixada em R$ 1 mil, porque ele afirmou que tinha em casa um estoque de mídias piratas. Na casa dele, a polícia encontrou 100 mil encartes de CDs. De acordo com a Seops, os comerciantes flagrados vendendo produtos piratas podem ainda perder a concessão para trabalhar na feira de Ceilândia. "A Feira Permanente do P Norte é pública e é inadmissível que ocorra a venda de produtos piratas nesse tipo de estabelecimento”, disse o subsecretário da pasta, Carlos Alencar. Ele disse à Agência Brasília que encaminharia ofício à Coordenadoria das Cidades, que também faz parte do Comitê de Combate à Pirataria, para que seja aberto o processo administrativo para investigar o caso. Fonte: G1 – 23/08/13
<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic