<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias

UnB Ceilndia a todo vapor


UnB Ceilndia a todo vapor O auditrio da Faculdade UnB Ceilndia (FCE) foi tomado por futuros fonoaudilogos. Na tarde desta ultima segunda-feira (9), o campus realizou a aula inaugural do curso de Fonoaudiologia, que agora se soma s 170 graduaes oferecidas pela Universidade de Braslia (UnB). Os 35 alunos da primeira turma participaram da atividade, que reuniu representantes dos conselhos federal e regional de Fonoaudiologia e da Associao Profissional dos Fonoaudilogos do Distrito Federal. "Esse o primeiro curso de Fonoaudiologia oferecido por uma instituio pblica da regio de atuao do Crefono 5", contou a coordenadora da graduao, Tatiana Lavich. O Crefono 5 a regio do Conselho Regional de Fonoaudiologia que abrange os estados do Amazonas, Acre, Amap, Gois, Par, Rondnia, Roraima, Tocantins e o Distrito Federal. Segundo Lavich, a carncia do ensino pblico dessa rea na regio foi a justificativa para que a UnB lanasse o curso de bacharelado em Fonoaudiologia. A oferta foi bem recebida. "Na primeira chamada de vestibular fechamos todas as vagas", conta Diana Pinho, diretora da FCE. Para a prxima turma, a administrao do curso pretende aumentar o nmero de oportunidades. "Teremos 18 vagas para o PAS, e 18 para o vestibular tradicional", conta Lavich. MERCADO DE TRABALHO Durante a aula inaugural, o fonoaudilogo e representante do Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa) Jaime Luiz Zorzi apresentou aos estudantes dados do Ministrio da Sade que mostram o dficit de fonoaudilogos no pas. "Atualmente, temos 1,4 por mil habitantes. O ideal seriam 2,7 profissionais", afirma. Zorzi tambm afirma que os fonoaudilogos no conhecem a abrangncia da atuao e, por isso, algumas reas ainda sofrem com a carncia de profissionais. O representante do CFFa explica que os cursos de Fonoaudiologia abasteceram o mercado da Sade e esqueceram da possibilidade de trabalho na rea de Educao. De acordo com Zorzi, o fonoaudilogo escolar deve trabalhar em parceria com professores e atender crianas que apresentam alteraes na comunicao oral ou escrita. "Estamos fazendo uma campanha muito grande para levar gente s escolas e redes educacionais", declara. "Temos mais de trs milhes de crianas com deficincia que precisam de atendimento em fonoaudiologia", completa. A caloura Vanessa Silva Pinto, 17, gostou do que ouviu no evento. "Estou empolgada. So poucos profissionais e muito mercado de trabalho", disse. A estudante sonhava em cursar Fonoaudiologia e deu a sorte de o curso ter sido ofertado no primeiro vestibular que prestou. J Rafaelle Tefilo, 25, teve de esperar um pouco mais. "Eu sempre quis essa rea. Comecei na Uniplan e estava aguardando a oferta do curso pela UnB", contou. A jovem se diz empolgada com as novidades do curso na FCE. Fonte: UNB Correio Braziliense

Notícia publicada em: 12/09/2013

TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic