<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias

Ceilandense monta negócio com 500 reais e hoje fatura 180 mil


Empreendedora ceilandense monta negócio com 500 reais e hoje fatura 180 mil As mulheres já são maioria entre os novos empreeendedores do país. Hoje, é cada vez mais comum ver mulheres no comando de empresas bem sucedidas. Uma pesquisa do Global Enterpreneurship Monitor, divulgada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), mostra que 52% das empresas com menos de três anos e meio estão nas mãos de mulheres. Essa superioridade é vista em quatro das cinco regiões do país. Outra pesquisa do Sebrae e do Departamento Intersindical de Estatístisca e Estudos Socieconômicos (Dieese) mostra que o número de empreendedoras aumentou 21,4% na última década – mais que o dobro da taxa de crescimento masculina no mesmo período. “A taxa de crescimento do ponto de vista empresarial das mulheres é maior que a dos homens. Os homens, é como se eles parassem no tempo e no espaço, ou então eles evoluem menos que as mulheres, e aí isso é bom deixar registrado: que as mulheres têm um grande potencial de crescimento, tanto no ponto de vista pessoal, quanto no profissional e fundamentalmente empresarial”, diz André Gnove, do Sebrae do Distrito Federal. À medida que a empresa foi ampliando, foi crescendo, investindo em novas tecnologias, em marketing, fui me capacitando mais e transmitindo isso também para os colaboradores, aprimorando na gestão" Carla Gomes A região Norte foi a que mais apresentou crescimento no número de mulheres empreendedoras – quase 80% em 10 anos. Na região Centro Oeste o aumento foi de 43%. A história da empresária Carla Gomes traduz bem esse quadro. Em 2007, ela abriu uma clínica de estética especializada em tratamentos faciais e corporais em Ceilândia, cidade satélite de Brasília. O investimento inicial foi de apenas R$ 500. No ano passado, o empreendimento faturou R$ 180 mil. “À medida que a empresa foi ampliando, foi crescendo, foi investindo em novas tecnologias, foi investindo em marketing, publicidade, fui me capacitando mais e transmitindo isso também para os colaboradores, aprimorando na gestão”, explica Carla. Três em cada dez empresas no Brasil já são comandadas por mulheres, que demonstram aptidão para enxergar as oportunidades de negócio. Sensibilidade, intuição e maior atenção aos detalhes são características do sexo feminino que contribuem para o sucesso das empreendedoras. As mulheres também investem mais em capacitação que os homens. A empresária Carla Gomes, por exemplo, fez os cursos do Sebrae de estratégias empresarias e gestão financeira, em 2009. A instituição também ajudou a empresária a elaborar o plano de negócios da clínica de estética. “Identificar onde a empresária tinha o seu negócio hoje e para onde ela estava pensando em atingir daqui a 4 ou 5 anos, e planejar nesse médio, longo prazo, quais seriam seus principais objetivos e as estratégias necessárias a alcançar esses objetivos”, define Gnove. Após o apoio do Sebrae, a empresária investiu em equipamentos de alta tecnologia. A máquina de radiofrequência, que ajuda a rejuvenescer a pele, custou R$ 17 mil. Já o estimulador isométrico e isotônico é usado para redução de gordura localizada. Cada sessão custa R$ 40. As inovações atraíram muitas clientes e ajudaram a clínica a crescer. Esforço reconhecido O esforço da empresária Carla Gomes foi reconhecido. Em 2011, ela recebeu o prêmio Sebrae Mulher de Negócios do Distrito Federal, e ficou em segundo lugar na etapa nacional, concorrendo com 40 mil participantes. Em 2013, Carla ganhou o Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal na categoria serviços de beleza. “Os prêmios foram conquistas de muito trabalho, dedicação. E eles vieram como um pulo do gato, porque, depois desses prêmios, a visão da empresa está bem melhor, bem maior, está sendo muito reconhecida e vale a pena”, comenta a empresária. As inscrições para o Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas deste ano vão de 7 de abril a 1º de agosto. Para quem tiver interesse em participar do Mulher de Negócios, as inscrições abrem no dia 8 de março e terminam em de 31 julho. Após conquistar os prêmios, Carla continuou inovando. Nos fundos da clínica foi construído um pequeno salão de beleza e agora as clientes fazem todo o tratamento sem sair do local. É mais comodidade para elas e mais lucro para a empresa. As mulheres podem cuidar das unhas e dos cabelos depois dos tratamentos estéticos. O salão aumentou em 30% o faturamento da empresa. “Antes eu saía daqui e ia no centro de Brasília ou em Taguatinga para fazer todo o trabalho, porque eu gosto muito de cuidar do corpo e do cabelo. E agora aqui com essa comodidade e com esse profissionalismo que a Carla e a equipe têm, então eu não saio daqui”, comenta a cliente Mildrid Souza. A empresária Carla ainda quer trazer novos serviços para a clínica e expandir o negócio. “Em breve, nós estaremos lançando a podologia, que é o tratamento para os pés, e mais para o futuro, lá para 2016, estaremos implementando o shopping da comodidade. (...) Academia, o salão de beleza, o centro de estética, butique, perfumaria”, anuncia. Contato: EBM CENTRO ESPECIALIZADO EM ESTÉTICA Contato: Empresária Carla Gomes Telefone: (61) 3377-4939 Site: www.espacobelamulher.com.br E-mail: contato@espacobelamulher.com.br Fonte: http://g1.globo.com/economia/pme/noticia/2014/03/clinica-de-estetica-inaugurada-com-r-500-fatura-hoje-r-180-mil-por-ano.html

Notíciaa publicada em: 06/03/2014

TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic