GDF impede grilagem de terras em Ceilândia

Publicada em: 24/10/2012

Os homens da Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) flagraram no fim da tarde desta terça-feira(23) um parcelamento ilegal do solo no Núcleo Rural Alexandre Gusmão, no Incra 9, em Ceilândia.

De acordo com a assessoria da pasta, um corretor de imóveis, o proprietário do terreno e o financiador foram conduzidos à Delegacia Especial do Meio Ambient e (Dema) e estão presos.

O trio foi autuado em flagrante pelo crime de parcelamento irregular do solo, em um negócio que renderia R$ 2,6 milhões. As investigações começaram há uma semana. Havia faixas na região que faziam o anúncio do empreendimento. As placas foram utilizadas pelos agentes para chegar ao local. A equipe abordou o corretor por volta das 15h desta terça e encontrou documentos com ele.


A secretaria informa que o homem admitiu ser integrante do negócio, mas garantiu que o dono da área era cúmplice. Este, então, afirmou que uma terceira pessoa estaria envolvida no esquema, um financiador. De acordo com o trio, nenhum lote, que sairia por R$ 40 mil, havia sido vendido.

De acordo com suspeitas dos agentes da Seops, seria implantado no local um condomínio irregular com 66 lotes, cada um de 500 metros quadrados. O tamanho total do terreno corresponde a quatro campos de futebol.

Fonte: Portal vermelho

 
<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic