<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias

UnB Ceilândia forma seus primeiros graduandos


<p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">UnB Ceilândia forma seus primeiros graduandos</span></span></p> <p><span style="font-family: Calibri; font-size: small;">&nbsp;</span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Lançada a pedra fundamental em 2007 a obra do campus da Unb Ceilândia carregou em seu processo histórico de implantação uma serie de encontros e desencontros em função das diversas postergações na entrega da sua infraestrutura a comunidade estudantil.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">De inicio a construção do campus foi entregue a uma empresa que ao longo da obra apresentou dificuldades financeiras por diversas vezes o que resultou na marcação de diversos prazos para entrega da obra, todos eles descumpridos. No final de 2011, o contrato da construtora foi cancelado e em seguida nova empresa foi contratada.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Não bastasse isso, o processo de descentralização das atividades da UNB não foi um parto fácil a sua efetivação teve certo &ldquo;preconceito&rdquo; velado por parte de uma certa elite de professores e estudantes radicados no plano piloto, o que fez com que os movimentos da sociedade civil organizada, em especial, de Ceilândia, Taguatinga e Samambaia, lutassem e conseguissem manter a UnB Ceilândia, que iniciou suas atividades provisórias no Centro de Ensino Médio 04, em Ceilândia Sul, atendendo mais 2 mil alunos e agora já tem sua sede &agrave;s margens da via centro norte em Ceilândia.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Na noite da última quarta feira(14), alunos dos cursos de Saúde Coletiva e Terapia Ocupacional da Faculdade UnB Ceilândia (FCE) tornaram-se profissionais, &nbsp;em cerimônia realizada no Centro Comunitário Athos Bulcão, no campus Darcy Ribeiro. Eles receberam os diplomas das mãos do reitor José Geraldo de Sousa Junior e foram homenageados por professores e diretores.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Os alunos iniciaram os cursos no segundo semestre de 2008. Eles foram unâ;nimes ao afirmar que enfrentaram dificuldades, como a formação dos currículos e a estrutura física dos campi, mas se sentem muito bem preparados para o mercado de trabalho.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Os dois cursos são pioneiros no País. Os onze alunos de Saúde Coletiva são os primeiros profissionais da área, com graduação, no Brasil. As seis alunas de Terapia Ocupacional formam a primeira turma no Centro-Oeste.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">O reitor José Geraldo de Sousa Junior definiu a cerimônia como simbólica e sensível. &ldquo;Ela tem um altíssimo significado, porque coroa uma trajetória de todos nós. é a consagração de uma conquista&rdquo;, ressaltou. José Geraldo disse aos 17 alunos que todos eles devem reconhecer a UnB como sua casa e afirmou que não existem ex-alunos. &ldquo;Voc&ecirc;s representam uma característica essencial da nossa Universidade, que foi defendida pelos seus idealizadores: a lealdade&rdquo;, declarou.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Para o presidente da&nbsp; Associação Comercial de Ceilândia(ACIC), Clemilton Saraiva, a formação destes primeiro graduandos é um marco histórico para a consolidação da UnB Ceilândia e reafirma o acerto de trazer a UnB para próximo da comunidade que tanto necessita de oferta de oportunidades para formação e qualificação de profissionais que atendam as demandas do mercado de trabalho. &nbsp;</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">FORMANDOS &ndash; Caio William, de 22 anos, foi o orador da turma de Saúde Coletiva. Depois de um estágio no Ministério da Saúde, ele pretende seguir como gestor de saúde coletiva. Caio reconheceu que o curso era uma novidade, em 2008, mesmo para os alunos. &ldquo;No início era algo incerto, mas aprendemos muito, pessoal e profissionalmente, porque lutamos para estar aqui&rdquo;, disse o jovem. &ldquo;Estamos preparados para um mercado de trabalho que ainda precisa nos conhecer&rdquo;, complementou.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">As alunas de Terapia Ocupacional estavam ansiosas para subir ao palco de homenagens do Centro Comunitário. Entre as brechas dos bastidores, tentavam encontrar familiares e conferir se os professores que as ajudaram durante o curso haviam chegado. A diretora da FCE Diana Moura; a professora Nazaré Malcher; e a coordenadora Tatiana Pontes eram algumas dessas pessoas especiais para o grupo.</span></span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Assim como os alunos de Saúde Coletiva, todas disseram que estavam prontas para o exercício profissional. De acordo com Tatiana Pontes, cinco das seis estudantes foram aprovadas no concurso da Secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal.</span></span></p> <p><span style="font-family: Calibri; font-size: small;">&nbsp;</span></p> <p><span style="font-size: small;"><span style="font-family: Calibri;">Fonte: Comunicação social da ACIC e UnB</span></span></p>

Notícia publicada em: 18/11/2012

TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic