Fatos recortados com um viés tendencioso que não ajudam na busca da verdade real.

Publicada em: 25/03/2013

Fatos recortados com um viés tendencioso que não ajudam na busca da verdade real.

 

Quanto se parte para a generalização dos fatos a tendência  é cometer erros e jogar em um mesmo saco situações que merecem ser analisadas caso a caso.  Afirmar que o setor de Indústrias de Ceilândia, o lixo é o destaque e o retrato do progresso e do desenvolvimento econômico  que define o programa criado pelo governo para fomentar a geração de emprego e renda, o Pró-DF, são fatos recortados com um viés tendencioso que não ajudam na buscar da verdade real.

Para a Associação Comercial de Ceilândia(ACIC) , o culpado pelos desmandos ocorridos  ao longo da existência do Pro-DF nãos são os empreendedores locais, a falta de gestão do programa é que permitiu para que uma pequena parcela de espertalhões  se locupletassem e desvirtualizassem o que seria um conjunto de medidas para estimular e  produzir o crescimento econômico do DF e que agora gera prejuízo aos cofres públicos.

Cabe destacar que em Ceilândia, empresas que se instalaram nas ADE’s com incentivos do Pro-DF desenvolvem atividades industriais com uma gama extensa de produtos, fabricando e fornecendo tintas e materiais de acabamento, produtos de limpeza, panelas de alumínio, calçados, vidros temperados, vassouras, móveis, além de tem uma forte atuação no ramo de artefatos pré-moldados de cimento que já atende as demandas da construção civil no Distrito Federal e região centro oeste.

Outro ramo industrial que tem uma forte atuação é o de empacotamento de alimentos que distribui açúcar, arroz, farinha e uma diversidade de enlatados como ervilha, café solúvel, milho, produtos consumidos pela população nas prateleiras do Distrito Federal e cidades do centro-oeste brasileiro.  Na ADE do setor P Sul, com vocação eminentemente em prestação de serviços, a quantidade de empresas instaladas e em pleno funcionamento é um exemplo de que uma boa gestão do programa e um acompanhamento sistemático podem contribuir para o alcance dos seus objetivos.

A Associação Comercial de Ceilândia(ACIC) entende que há que se separar o joio do trigo para que não se enxovalhem a imagem de empreendedores sérios que cumprem com seus deveres e que geram hoje milhares de empregos em suas atividades econômicas nas diversas áreas de desenvolvimento econômico(ADE’s), em especial, Ceilândia.  Ceilândia-DF, 25 de março de 2013

<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic