<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias

Caixa d’agua de Ceilândia é inspiração para além mundo


A Caixa d'àgua de Ceilândia é tão importante para os ceilandenses como diversos monumentos estão para outras populações como o Cristo Redentor está para os cariocas e a Estátua da Liberdade para os americanos. Tem 40 anos e continua com traços moderno e elegante. Ceilândia nasceu junto a caixa, lugar onde se encontra a pedra fundamental da cidade que cresceu ao seu redor. A obra de arte ceilandense está sustentada em uma coluna de concreto de 27 metros de altura, com traços físicos sobrepostos aos concreto que a embelezam lembrando uma taça, um disco-voador, uma flor, um troféu ou mãos estendidas para o céu com se agradecesse o criador maior pela abençoada cidade que estava nascendo. O brasiliense Gregoree Júnior em visita a trabalho, foto ontem(07), em Orebro, na Suécia, informação de Cacá Silva, se deparou com a irmã gêmea da nossa obra de arte ceilandense. Para ele é nossa cidade servido de inspiração para além de nossas fronteiras. No contexto A Caixa d'Água de Ceilândia é obra do arquiteto modernista paranaense, Gerhard Leo Linzmeyer (1928/1999). Formado em Engenharia pela Universidade Federal do Paraná, fez arquitetura na Universidade de Kalsruhe, na Alemanha, entre os anos 1956 e 1957, período em que Brasília começou a ser construída. Ainda não se descobriu em que circunstâncias Linzmeyer projetou a Caixa d'Água, mas na internet pode-se admirar alguns belos exemplares de casas que ele deixou em Curitiba. Entre os anos 1975 e 1979, portanto depois da inauguração da caixa, o arquiteto foi secretário de Viação e Obras Públicas do Paraná.

Notícia publicada em: 08/04/2014

TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic