1,7 mil produtos apreendidos do comércio irregular

Publicada em: 06/09/2012

1,7 mil produtos apreendidos do comércio irregular

 

Guará, Park Way, Taguatinga e Ceilândia foram os alvos de operação contra o comércio irregular de mercadorias realizada em conjunto entre a Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops), a Agência de Fiscalização (Agefis) e a Polícia Militar. O choque de ordem desta quarta-feira (5) teve como saldo a apreensão de 1,7 mil produtos. Em operação de combate à poluição visual, 324 faixas de propaganda não autorizadas foram recolhidas. Estiveram envolvidos 31 servidores.

 

Ainda pela manhã, uma das equipes percorreu as áreas próximas a um shopping da Epia Sul. Entre as 639 mercadorias recolhidas havia bebidas, eletrônicos, cigarros, doces, peças de vestuário e óculos de sol, além de mesas, cadeiras e caixas de isopor. Seops, Agefis e PM passaram ainda pela QE 07 do Guará, onde recolheu 157 anéis comercializados em área pública.

 

À tarde, a fiscalização retornou às proximidades do shopping, onde foram recolhidos 250 produtos, entre DVDs piratas, doces, relógios, caixas de isopor e alimentos. Ainda na Epia Sul, no semáforo que liga o Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) ao Cruzeiro, 75 kg de frutas e 71 mercadorias acabaram confiscados. Entre elas brinquedos, caixas plásticas, pedras de amolar, tapetes, sacos de lixo e panos de chão. No Trecho 02/03 do SIA, 26 produtos foram recolhidos de ambulantes irregulares.

 

Outra equipe, desta vez formada somente por agentes da Seops, fiscalizou a Feira dos Goianos e a avenida Elmo Serejo, em Taguatinga, e o setor P Norte, em Ceilândia. No primeiro, 76 CDs e DVDs falsificados foram recolhidos. No segundo ponto, 397. Os vendedores do produto ilegal fugiram. Se fossem pegos, poderiam pegar até quatro anos de prisão pelo crime de violação do direito autoral.

 

A mercadoria foi levada para o depósito da Agefis, no SIA, e poderá ser devolvidas em até 30 dias com a apresentação de nota fiscal e o pagamento de multa. Exceto os produtos perecíveis, que deverão ser doados, e os piratas, que devem ser destruídos.

 

Poluição visual

 

A mesma equipe que recolheu mídias piratas em Taguatinga e Ceilândia apreendeu faixas de propaganda irregular nas duas cidades, em Vicente Pires e em Águas Claras. Foram 72 confiscadas próximo às passarelas da EPTG. Na avenida Elmo Serejo, 89. Nas ruas 5, 7, 8 e 10 de Vicente Pires, mais 146. Na avenida Elmo Serejo, em Ceilândia, 51, e no Pistão Sul de Taguatinga, 11.

 

As faixas foram levadas para uma cooperativa de reciclagem da cidade Estrutural, que deve aproveitar o material resultante da trituração da propaganda como enchimento de estofado e adubo. Vale lembrar que antes de afixar faixas e placas em área pública é necessária autorização do Estado. A multa para quem descumpre esse requisito varia entre R$ 360 e R$ 1.800.

 

Fonte: Jornal Alô Brasília

06/09/2012 11h17

BELIOMAR NUNES

<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic