Sistema da PM-DF promete redução de assalto ao comércio

Publicada em: 31/10/2012

Redução de 52% na quantidade de roubos a comércio no Guará. Esse foi o resultado obtido com o Serviço de Monitoramento e Acionamento Policial Imediato (Smapi), apresentado nesta terça-feira (3) pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). O sistema torna mais rápido o atendimento, pois o comerciante, por meio de um controle, pressiona apenas um botão para acionar a PM no momento do crime.

 

 Além do Guará, projeto piloto já funcionava desde o início de outubro no Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA) e na Estrutural. Agora, também atenderá empresários de Águas Claras, Sobradinho e Gama. A expectativa é que, até dezembro, o sistema esteja funcionando em todo o DF. “Se tivermos uma redução de 8% de assaltos com o Smapi, já será satisfatório. Mas, pela experiência no Guará, podemos esperar algo em torno de 40%”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar do DF, coronel Suamy Santana.

 

 A utilização do sistema também busca proporcionar sensação de tranquilidade aos comerciantes e intimidar qualquer ação criminosa. O comandante-geral da PMDF explica que, por ser um sistema de emergência, só deve ser utilizado quando realmente ocorrer um roubo. “Não se deve usar quando há apenas suspeita de um crime. Isso dificulta a ação do efetivo onde ele realmente é necessário”, destacou Suamy.

 

 Segundo o tenente-coronel Antônio Carlos, idealizador do projeto e comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar do Guará, 36 comerciantes já utilizam o Smapi na cidade. Mais 100 estão cadastrados para receber o sistema. “Agora, a polícia já pode ser acionada no momento do assalto, e não apenas depois dele. O tempo de resposta das ações reduziu bastante, além do número de roubos”, informou o oficial.

 

Pronto-atendimento - O sinal do Smapi chega ao batalhão da cidade em até cinco segundos, e o equipamento pode ser acionado por qualquer funcionário e ser instalado em mais de um ponto do comércio. A primeira viatura leva, em média, um minuto e meio para chegar ao local – o maior tempo registrado no período de testes foi de quatro minutos.

 

 Comerciantes interessados em fazer parte do novo sistema onde o serviço está disponível precisam assinar um termo de parceria com o batalhão da cidade para instalar, sem custos, o equipamento.

Fonte: Agência Brasília e Jornal Alô – 31/10/12

<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic