<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias

Sistema da PM-DF promete redução de assalto ao comércio


<p>Redução de 52% na quantidade de roubos a comércio no Guará. Esse foi o resultado obtido com o Serviço de Monitoramento e Acionamento Policial Imediato (Smapi), apresentado nesta terça-feira (3) pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). O sistema torna mais rápido o atendimento, pois o comerciante, por meio de um controle, pressiona apenas um botão para acionar a PM no momento do crime.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;Além do Guará, projeto piloto já funcionava desde o início de outubro no Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA) e na Estrutural. Agora, também atenderá empresários de águas Claras, Sobradinho e Gama. A expectativa é que, até dezembro, o sistema esteja funcionando em todo o DF. &ldquo;Se tivermos uma redução de 8% de assaltos com o Smapi, já será satisfatório. Mas, pela experi&ecirc;ncia no Guará, podemos esperar algo em torno de 40%&rdquo;, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar do DF, coronel Suamy Santana.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;A utilização do sistema também busca proporcionar sensação de tranquilidade aos comerciantes e intimidar qualquer ação criminosa. O comandante-geral da PMDF explica que, por ser um sistema de emerg&ecirc;ncia, só deve ser utilizado quando realmente ocorrer um roubo. &ldquo;Não se deve usar quando há apenas suspeita de um crime. Isso dificulta a ação do efetivo onde ele realmente é necessário&rdquo;, destacou Suamy.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;Segundo o tenente-coronel Antônio Carlos, idealizador do projeto e comandante do 4&ordm; Batalhão da Polícia Militar do Guará, 36 comerciantes já utilizam o Smapi na cidade. Mais 100 estão cadastrados para receber o sistema. &ldquo;Agora, a polícia já pode ser acionada no momento do assalto, e não apenas depois dele. O tempo de resposta das ações reduziu bastante, além do número de roubos&rdquo;, informou o oficial.</p> <p>&nbsp;</p> <p>Pronto-atendimento - O sinal do Smapi chega ao batalhão da cidade em até cinco segundos, e o equipamento pode ser acionado por qualquer funcionário e ser instalado em mais de um ponto do comércio. A primeira viatura leva, em média, um minuto e meio para chegar ao local &ndash; o maior tempo registrado no período de testes foi de quatro minutos.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;Comerciantes interessados em fazer parte do novo sistema onde o serviço está disponível precisam assinar um termo de parceria com o batalhão da cidade para instalar, sem custos, o equipamento.</p> <p>Fonte: Ag&ecirc;ncia Brasília e Jornal Alô &ndash; 31/10/12</p>

Notícia publicada em: 31/10/2012

TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic